boo-box

14 abril 2007

Os Raimundos eram legais...


Há cerca de um mês atrás, as músicas dos Raimundos começaram a me perseguir. Primeiro com “Mulher de fases” sendo tocada em uma festa na escola de engenharia. Depois, em um laboratório em que eu estava trabalhando, os acordes de “Eu quero ver o oco” começaram a soar. Mais tarde, “A mais pedida” é executada em um programa de rádio. E assim eu comecei a lembrar de quando os Raimundos eram legais.



Fui então ouvir uns discos antigos, primeiro o “MTV Ao Vivo”, depois o “Só no forevis”, e descobri que realmente eu me divertia bastante com a banda. Tudo bem que eles nunca foram uma das minhas bandas preferidas, mas certamente me fizeram passar por bons momentos. O excesso de palavrões sempre me incomodou, mas não chegou a atrapalhar minha admiração pelos Raimundos.



O mais estranho da trajetória da banda foi que, no auge do sucesso, o vocalista resolveu abandoná-la – por causa de sua religião. Os Raimundos ainda existem, e chegaram a lançar 3 discos depois disso - mas nenhum emplacou. Infelizmente.



Hoje eu fiquei tentando convencer meu primo de 11 anos a escutar os Raimundos – e deixar de ouvir ao Charlie Brown Jr. A primeira parte eu consegui. A segunda ainda não, mas eu acredito que ele vai fazer em no máximo 3 anos, pois acho que esse é o limite máximo de tempo em que alguma pessoa pode gostar do CBJr.



Eu ainda quero voltar a assistir um show dos Raimundos ao vivo. Vai ser legal poder gritar “Complicada e perfeitinha” novamente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário