boo-box

27 abril 2007

O Resistor

Ontem, 26 de abril de 2007, foi lançada mais uma edição jo jornal O Resistor, com conteúdo voltado aos estudantes de engenharia elétrica da UFMG.

Apesar de não ter nada a ver com engenharia, editar esse jornal é uma das atividades acadêmicas que mais me diverte!


Da esquerda pra direita: Kiosky, Gregório, Ruslan, Luisa e Guilherme

25 abril 2007

Voltando no tempo

Ontem eu acordei e fiquei feliz, pois achei que era uma quinta-feira. Dessa forma, a sexta-feira estaria chegando, e o feriado prolongado também.

Ao mesmo tempo, me deseperei, pois eu tinha um trabalho pra sexta e outro pra quinta, e eu não tinha terminado nenhum dos dois.

Foi aí que eu percebi que na verdade estávamos na terça-feira, e eu ainda tinha tempo pra cumprir minhas obrigações. Fiquei aliviado.

Depois disso, acabei ficando chateado, pois era terça-feira e o fim de semana ainda estava longe. Foi como se eu já tivesse chegado na quinta-feira e voltado no tempo, pra repetir uma boa parte da semana...

24 abril 2007

Anime Festival

Dia de celebridade: a partir de hoje, só irei em festivais de anime fantasiado! Foi divertido pra dedéu!

14 abril 2007

Barba


Antes do bigode de Mario, eu tava com a cara peluda...

Os Raimundos eram legais...


Há cerca de um mês atrás, as músicas dos Raimundos começaram a me perseguir. Primeiro com “Mulher de fases” sendo tocada em uma festa na escola de engenharia. Depois, em um laboratório em que eu estava trabalhando, os acordes de “Eu quero ver o oco” começaram a soar. Mais tarde, “A mais pedida” é executada em um programa de rádio. E assim eu comecei a lembrar de quando os Raimundos eram legais.



Fui então ouvir uns discos antigos, primeiro o “MTV Ao Vivo”, depois o “Só no forevis”, e descobri que realmente eu me divertia bastante com a banda. Tudo bem que eles nunca foram uma das minhas bandas preferidas, mas certamente me fizeram passar por bons momentos. O excesso de palavrões sempre me incomodou, mas não chegou a atrapalhar minha admiração pelos Raimundos.



O mais estranho da trajetória da banda foi que, no auge do sucesso, o vocalista resolveu abandoná-la – por causa de sua religião. Os Raimundos ainda existem, e chegaram a lançar 3 discos depois disso - mas nenhum emplacou. Infelizmente.



Hoje eu fiquei tentando convencer meu primo de 11 anos a escutar os Raimundos – e deixar de ouvir ao Charlie Brown Jr. A primeira parte eu consegui. A segunda ainda não, mas eu acredito que ele vai fazer em no máximo 3 anos, pois acho que esse é o limite máximo de tempo em que alguma pessoa pode gostar do CBJr.



Eu ainda quero voltar a assistir um show dos Raimundos ao vivo. Vai ser legal poder gritar “Complicada e perfeitinha” novamente.


12 abril 2007

Afoga o Ganso

Um anônimo (que se for descoberto vai apanhar de muita gente) criou um blog chamado Afoga o Ganso, com o objetivo de fazer piadinhas com tudo e todos de Araxá. E devido à minha fantasia de Mario, na festa a fantasia da citada cidade, fui tema de um post no blog, que pode ser lido AQUI.
Eu até achei legal...

01 abril 2007

The Killers

Eles se denominam "Os Assassinos". O primeiro hit da banda contava a história de uma garota que tinha uma namorado que se parecia uma namorada. A partir daí, a primeira coisa que se imagina é que são uma banda sem a menor credibilidade. Será mesmo?

O grupo "The Killers" conquistou notoriedade mundial com a música "Somebody Told Me", que conta a história descrita acima. Foram apontados como uma boa promessa do Indie Rock mundial, mas seu primeiro álbum , "Hot Fuss", é um tanto quanto irregular. Algumas músicas boas, outras nem tanto, e nada de se levar a sério. Mesmo assim, venderam discos o suficiente para se criar uma grande espectativa em torno do segundo álbum.

Mas eu já tinha perdido as minhas espectativas, tanto que quando "Sam's Town" foi lançado, não me dei ao trabalho de ouvi-lo. Erro meu, pois o segundo disco do "The Killers" surpreendentente, foi um dos melhores álbuns que apareceu no rock alternativo nos últimos meses.

Resolvi dar uma chance aos caras, e fui ouvir o disco mais recente... A abertura "Sam's Town" já deixa claro que eles mudaram. Música bem construída, empolgante, anunciando o bom disco que eu começo a ouvir.

Vem "Enterlude", um trecho de menos de um minuto com o único objetivo de dizer "Esperamos que goste de sua estadia. É bom tê-lo conosco, mesmo que apenas por um dia". Diplomacia aprovada.

A partir daí, uma faixa melhor que a outra, atingindo o ápice com "Uncle Johnny" num coro que dá vontade de sair cantando e me faz pensar o quanto seria legal assistir um show deles ao vivo. "Tell me what's going on!!"

Chegando ao fim, "Exitlude" nos agradece novamente, com os versos "We hope you enjoy your stay. It's good to have you with us, even if it's just for a day". Garotos educados, agora sim uma banda para se levar a sério. Escuto a música novamente - é muito boa!

E assim, o disco que eu ouviria "apenas por um dia" passa a fazer parte da minha trilha sonora diária. A banda continua com um nome péssimo (Os Assassinos, em português), mas e daí? Temos os Paralamas do Sucesso, o Kid Abelha, o Los Hermanos, e tantas outras bandas legais com o nome péssimo... O que importa é que a música seja boa, e isso o "The Killers" provou que sabe fazer.