Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2007

Harry Potter x Chaves

Será que a série de cinema do Harry Potter vai virar "Chaves"? Essa é uma pergunta que tem me intrigado nas últimas semanas.

Desde o terceiro filme, os atores estavam representando personagens mais novos que eles. E nesse ritmo de um filme a cada dois anos, a Ordem da Fênix ficou com cara de "Chaves": - com adultos representando crianças.

O pior de todos foi o Neville. Em cenas junto com os outros alunos de Hogwarts, ele era uns 10 cm maior que todos os outros.

Mas eu nem ligo - assistindo aos filmes eu me empolgo como as crianças - ou até mais que elas!

1 real e 1 real

Se eu tivesse um milhão de notas de um real, eu as trocaria por um milhão de moedas!

Há mais de um ano, não são fabricadas cédulas de 1 real. Acontece que aquelas que ainda estão em circulação, ficam cada dia mais sujas e nojentas. É homem que guarda amassada na meia, mulher que carrega dinheiro no sutiã, bêbado que embola a nota e coloca onde nem ele sabe...

Por isso sou a favor das moedas. Embora a quantidade de coliformes fecais encontradas em ambos os dinheiros seja praticamente a mesma (isso eu suponho, completamente sem fundamento científico, obra da minha imaginação), a sujeira da moeda não aparece tanto e a gente acha que ela está limpinha.

Infelizmente, com o Real se desvalorizando, as notas de 2 reais também estão ficando gosmentas melequentas. Mas ainda dá pra encontrar umas novinhas de vez em quando!

Mario cabeçudo!

Antigamente eu achava que o Mario dava cabeçadas nos bloquinhos, ao invés de socos. É que os gráficos do Nintendo eram tão primários que só dava pra identificar que ele usava roupa vermelha e tinha bigode!

Axé e a baba única

Não gosto das micaretas. Primeiro porque a música é sofrível na grande maioria das vezes. Segundo, porque fica cheio de boyzinhos acéfalos requebrando como macacos esfregando seus braços bombados melecados de suor nas pessoas à sua volta. Terceiro, por causa da baba única.

A baba única é uma teoria que desenvolvi conversando com diversas pessoas sobre as situações que ocorrem nas picaretas. 87% das pessoas vai com a mentalidade (ou a falta dela) de beijar o máximo de pessoas o possível. Pois bem, imagine que um boyzinho bombado beije uma patty nojenta. 15 minutos depois, esse mesmo boyzinho já está osculando uma simpática menina do interior que veio pra capital só pra micareta, ao passo que a patty tá "dando uns pega" num nerd que não pega ninguém e veio pro evento tentar a sorte. As trocas continuam aleatoriamente por algumas horas, e ao final da festa, coletando amostra de saliva de apenas uma pessoa, você encontra exemplares de bactérias originárias de aproximadamente 98%…