boo-box

22 dezembro 2008

MP3 legal

Hoje em dia já é comum discos serem saírem primeiro na forma de áudio digital vendido pela internet, para depois ser lançado o álbum físico.

Mas o público ainda resiste à compra de MP3, muitas vezes pela facilidade de se obter o mesmo arquivo gratuitamente, muitas vezes de forma ilegal.

Dentre as iniciativas mais interessantes no lançamento de áudio digital, destaco:

Pato Fu - O álbum Daqui Pro Futuro foi lançado em 2007 e suas músicas foram para as primeiras posições da UOL. Comprei todas as músicas por R$9,90.

Radiohead - Ao estilo Casas Bahia ("quer pagar quanto?") lançou o In Rainbows em sua loja virtual, onde o comprador escolhia quanto queria pagar. Eu paguei 0,00 libras (nada mesmo) pelo MP3 mas quando o lançaram o disco nas lojas fiz questão de adquirir um pra mim.

Mallu Magalhães - A operadora de telefonia móvel Vivo patrocinou a gravação do disco homônimo, e montou um site para vender as músicas. Detalhe: cada canção também poderia ser comprada via telefone celular, e alguns aparelhos foram vendidos com o disco. Esse eu não comprei não...

Cada uma das situações tem suas peculiaridades. O Pato Fu foi pioneiro no Brasil. O Radiohead foi polêmico ao deixar o fã avaliar quanto valia seu trabalho. E a Mallu Magalhães juntou aproveitou a facilidade(?) da venda via telefone móvel. Detalhe: os três artistas são independentes!

Fato é que o MP3 tem sido uma alternativa aos complicados contratos com as gravadoras. Mas eu ainda prefiro o disco com um encarte caprichado, que você pode embelezar a sua estante ou então dar de presente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário