boo-box

30 dezembro 2008

11 dicas para 2009

DSC09172  1 - Dê flores

 

DSC09805

2 - Faça novos amigos

 

DSC09755

3 - Arrume a bagunça

 

 DSC01239

4 - Faça um sucessor

 

DSC09480

5 - Vá à praia

 

ATgAAAD-hUiEpZ2OjOFuLQgzeX5KlXgnRKsOiFmAfIrzu7HmqOjaBRP1R_1TKy9MzD839eMkt9CGGXgt6UphFTYgnZToAJtU9VDp_cD1XmUnGh96Pzbjg3pX36oUjQ

6 - Solte foguete

 

Piscinada 024

7 - Mergulhe

 

DSC08193

8 - Brinque no parquinho

 

Primeiras fotos 002

9 - Leia um vários livros

 

DSC09990

10- Comemore aniversários

 

IMG_0166

11 - Faça música


Leia também: 11 dicas para 2008

24 dezembro 2008

Conto de natal

dynaviosn Eu tinha só um controle para jogar meu Dynavision 3, e ele tava com uns botões estragados. Resolvi pedi pedir para o Papai Noel um par de joysticks Turbo Pad Control.

E embora minha mão dissesse que eu estava precisando de um guarda-chuva e que era isso que o Papai Noel ia me dar, e eu tinha certeza de que eu ia ganhar os apetrechos do meu videogame.

Decepção foi a hora que em que vi um guarda chuva aberto, com uma etiqueta escrito "Gregório". Peguei o guarda chuva com uma carinha triste, tirei ele do chão, quando percebi: lá debaixo estava meu embrulho de verdade! Papai Noel foi legal comigo!

Um feliz natal pra vocês!

Leia também:

Conto de natal (2007)

Meu primeiro videogame

22 dezembro 2008

O mundo ainda precisa do Los Hermanos?

220688.los_hermanos_musica_210_280 No início do ano passado, o público se surpreendeu com o anúncio da pausa por tempo indeterminado do Los Hermanos. A imprensa e os fãs não acreditaram: pra eles era o fim da banda mesmo.

Com o lançamento do disco solo do Marcelo Camelo, sua bem sucedida turnê e sua constante presença nos meios de comunicação por conta de seu namoro com Mallu Magalhães; aliada ao hype em torno do Little Joy, banda de Rodrigo Amarante com o baterista dos Strokes, parecia que a volta do grupo estava cada vez mais distante.

Dias atrás surgiu a notícia de que em 2009 o Los Hermanos irá gravar um novo álbum. Mas será que ainda precisamos deles?

Os shows da banda eram impressionantes. Não pelos músicos, mas pelos fãs, que cantavam todas as músicas, por mais complicadas que fossem as letras e o andamento, durante todo o show. Era como se o Los Hermanos tocassem Anna Júlia 20 vezes seguidas - mas eles podiam se dar ao luxo de deixar seu maior hit fora dos shows.

Foi aí que os fãs ficaram insuportavelmente chatos, começaram a colocar a banda num patamar que eles não estavam, e achavam um absurdo o fato de alguém não curtir o Los Hermanos. Meio beatlemania...

A banda então anunciou a interrupção de suas atividades. E me acostumei com a idéia de que o Los Hermanos não existia mais. Era bom ter a lembrança de uma banda que marcou minha adolescência, das músicas que ouvi centenas de vezes, dos inúmeros shows que assisti. E ouvir os álbuns sempre dava uma sensação saudosista.

Agora fico com receio. Será que o próximo disco será tão bom? Será que essa nova reunião não é apenas por dinheiro? E o Little Joy, lançará outro disco?

Não sei se o mundo ainda precisa dos Los Hermanos. Só sei que eu não preciso (mas é claro que vou ser o primeiro a ouvir o disco novo!)

MP3 legal

Hoje em dia já é comum discos serem saírem primeiro na forma de áudio digital vendido pela internet, para depois ser lançado o álbum físico.

Mas o público ainda resiste à compra de MP3, muitas vezes pela facilidade de se obter o mesmo arquivo gratuitamente, muitas vezes de forma ilegal.

Dentre as iniciativas mais interessantes no lançamento de áudio digital, destaco:

Pato Fu - O álbum Daqui Pro Futuro foi lançado em 2007 e suas músicas foram para as primeiras posições da UOL. Comprei todas as músicas por R$9,90.

Radiohead - Ao estilo Casas Bahia ("quer pagar quanto?") lançou o In Rainbows em sua loja virtual, onde o comprador escolhia quanto queria pagar. Eu paguei 0,00 libras (nada mesmo) pelo MP3 mas quando o lançaram o disco nas lojas fiz questão de adquirir um pra mim.

Mallu Magalhães - A operadora de telefonia móvel Vivo patrocinou a gravação do disco homônimo, e montou um site para vender as músicas. Detalhe: cada canção também poderia ser comprada via telefone celular, e alguns aparelhos foram vendidos com o disco. Esse eu não comprei não...

Cada uma das situações tem suas peculiaridades. O Pato Fu foi pioneiro no Brasil. O Radiohead foi polêmico ao deixar o fã avaliar quanto valia seu trabalho. E a Mallu Magalhães juntou aproveitou a facilidade(?) da venda via telefone móvel. Detalhe: os três artistas são independentes!

Fato é que o MP3 tem sido uma alternativa aos complicados contratos com as gravadoras. Mas eu ainda prefiro o disco com um encarte caprichado, que você pode embelezar a sua estante ou então dar de presente.

17 dezembro 2008

Alanis na Bahia

alanisjpg Alanis Morissette vai voltar ao Brasil, ser entrevistada pelo Zeca Camargo mais uma vez, e eu (infelizmente) vou perder os shows. Agora é a vez dela se apresentar em Recife, Florianópolis e Salvador.

Mas o show baiano é o mais inusitado. Vai ser no Festival de Verão, que contará com a presença de Ivete Sangalo, A Zorra, Natiruts, Jammil, Chiclete, Cavaleiros do Forró, entre outros.

Alanis vai tocar no mesmo dia que o Olodum, Capital Inicial, Victor e Léo, e Psirico (??). Ficou mais estranho que o Rock In Rio onde Carlinhos Brown tomou água mineral ao abrir o show do Guns and Roses.

08 dezembro 2008

Natalie Imbruglia

NatalieImbruglia-LeftOfTheMiddleHoje me deu uma vontade de ouvir o álbum Left of The Middle, da Natalie Imbruglia. Aí eu ouvi!

Me lembro perfeitamente quando, pouco mais de dez anos atrás, levei boa parte das minhas economias a uma loja de CDs e comprei esse disco.

Foi o primeiro compact disc que comprei, e nem preciso dizer que ele girou algumas milhões de vezes no meu tocador de CD.

É um disco muito bom. Possui uma das músicas-símbolo dos anos 90, Torn, e outros hits da época, com Wishing I Was There e Big Mistake.

Minhas preferidas, no entanto, são Pigeons And Crumbs, que parece uma música em câmera-lenta, e Left Of The Middle, que dá nome ao álbum.

De lá pra cá, ela só lançou mais 2 discos (sem contar uma coletânea), mas promete um novo álbum para 2009 (descobri isso hoje, quando fui fazer uma pesquisa do tipo: "Por onde anda?").

Eu ainda gosto dela, mas acho que dificilmente suas músicas voltarão ao meu Top Ten. A não ser naqueles dias em que eu quiser ficar lembrando do quanto os anos 90 eram legais...

Leia também: Shakira e outras cantoras do passado

07 dezembro 2008

À Gregório's Corporation

"Hoje nos lembramos com alegria dos conselhos e do apoio que recebemos de nossos colegas durante o curso. Agradecemos, em especial, à Gregório´s Corporation pelos serviços de consultoria (gratuita!) em matrícula e “assuntos do colegiado”, pela cobertura fotográfica dos eventos da turma, pela reprodução e disponibilização de materiais de diferentes disciplinas e também pela constante descontração. Valeu!"  por Luisa Rotsen

(homenagem dos formandos de 2008, do curso de engenharia elétrica da UFMG)

Sou eu quem agradeço!

03 dezembro 2008

Glamorous Indie Rock and Roll

killersdayage O lançamento recente de Day & Age, escancara o fato de que o The Killers é uma das bandas de indie rock mais interessantes dos últimos tempos.

"Losing Touch" e "Human" abrem o disco mostrando que eles não são mais a mesma banda do ótimo "Sam's Town". O que não quer dizer que isso seja bom ou ruim, apenas diferente. "Spaceman" acelera o disco e deixa o refrão grudado na cabeça.

"Joyride" é daquelas músicas pra se dançar com as mãos fechadas, punho levantado e balançando a cabeça nas baladas de rock alternativo.

Depois aparece uma música épica, "A Dustland Fairytale", talvez a melhor do álbum. "This is your life" e "I can't stay" são baladinhas, daquelas pra ouvir abraçadinho com a namorada.

"Neon Tiger" parece ter vindo de um disco da década de 80. Mas a música dos anos 80 é legal.

Há ainda uma canção cuja letra parece ter vindo de um disco de emocore. Mesmo assim, vale a pena escutar "The World We Live In".

"Goodnight, Travel Well", com seus quase 7 minutos, consegue escapar do risco de ser uma música longa e cansativa. E fecha bem o álbum.

Algumas versões do disco contém faixas bônus. "A Cripping Blow" e "Forget About I Sad" tem cara de B-sides da época de Sam's Town. Talvez seja esse o motivo de serem justamente faixas bônus. "Tidal Wave" poderia fazer parte do tracklist, mas resolveram distribuí-la para os compradores do disco no iTunes.

Imperdível!

Leia também: The Killers