Pular para o conteúdo principal

Greg’s Party!

Sou acostumado a reclamarem das músicas que ouço – principalmente quando tem mais gente ouvindo ao mesmo tempo.

Sempre que tem alguma festa e quero colocar algo pra ouvir, tento tomar cuidado para não saturar o pessoal.

Mas no meu aniversário, me senti no direito de fazer todas as pessoas ouvirem o que eu quisesse!

Quer saber o que tocou? A lista está abaixo, na ordem!

Pedra Letícia Como que ocê pôde abandoná eu
Passion Pit Little Secrets
Copacabana Club Just Do It
Matt & Kim Daylight
MGMT Time To Pretend
Bonde Do Rolê Solta O Frango
Ludov Notre Voyage
Lily Allen Fuck You
Architecture in Helsinki Wishbone
Belle and Sebastian The Magic of a Kind Word
Bloc Party Banquet
Copacabana Club Come Back
Hardneja Sertacore Ela é demais & Leilão
The Kooks Mr. Maker
Franz Ferdinand No You Girls
Karnak Juvenar
Móveis Coloniais De Acaju O Tempo
Pato Fu Uh Uh Uh, Lá Lá Lá, Ié Ié
Arctic Monkeys Fluorescent Adolescent
Muse Supermassive Black Hole
Kaiser Chiefs High Royds
My Chemical Romance Teenagers
Michael Jackson You Rock My World
Passion Pit Little Secrets
Nando Reis & Os Infernais Luz Dos Olhos
Oasis Don't Look Back In Anger
Matt & Kim Lessons Learned
Yeah Yeah Yeahs Gold Lion
The Killers Joy Ride
The Beatles Being for the Benefit of Mr. Kite!
Oasis Roll With It
Fresno Polo
Paralamas E Titãs Go Back
The Ting Tings Shut Up and Let Me Go
Trash pour 4 Sufoco
The Offspring Hit That
Copacabana Club Just Do It
Ludov Mecanismo
Ramirez Em Roma e Lyon
The Rentals Getting By

Comentários

  1. Copacabana Club - Just Do It
    Duas vezes?

    ResponderExcluir
  2. Sim! Depois que eu invadi o palco no show, empolguei com essa música!

    http://blogregorio.blogspot.com/2009/07/copacabana-club-no-ccsp.html

    ResponderExcluir
  3. Inclusive, eu já tinha até te achado no vídeo...
    =)

    ResponderExcluir
  4. Hunm...vamos ver, de umas quarenta musicas que colocou, devo conhecer umas 3.
    Mentira, vai até que não tem um gosto tãão distinto principalmente com Belle and sebastian, matt e kim, oasis, Nando reis e...bem, são quarenta melhor parar por aqui...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os patos de Patópolis e o Pato Fu

Recentemente, enquanto lia uma revista do Ducktales (os caçadores de aventuras, todos eles são grandes figuras), me deparei com um quadrinho onde o Capitão Bóing fazia uma ameaça aos seus adversários invocando o poder do Pato Fu (ou seja, o kung fu dos patos). Achei a referência divertida, postei no Twitter, a própria banda retweetou a publicação, mas achei que era um caso isolado.


Pra quem conhece a história da banda, o uso desses termos faz todo sentido. O nome Pato Fu foi inspirado em uma tira do Garfield onde ele lutava Gato Fu.


Normalmente esse tipo de referência é chamado de "easter egg", termo em inglês para ovo de páscoa. É uma surpresa escondida na narrativa (seja ela em quadrinhos, prosa, cinema etc) que não tem influência na história. Assim, quem conhece a referência acha interessante, se diverte um pouco mais e pra quem não conhece a vida continua como se nada tivesse acontecido.

Algumas semanas depois, lendo o volume "A Cidade Fantasma", da coleção do…

As notícias falsas que confundiram o público da Campus Party MG

Tive o prazer de ministrar uma palestra na última edição da Campus Party em MG com o tema "Fake News - Como viver num mundo de mentiras". Em breve, essa palestra estará disponível no YouTube e, assim que tiver o link, compartilho com você.



No início da minha apresentação, mostrei algumas notícias e pedi para o público preencher um questionário avaliando se cada publicação era verdadeira ou falsa. TODAS eram falsas, por mais convincentes que parecessem.

O público da Campus Party é jovem e ligado em tecnologia, o que poderia nos levar à hipótese de que estariam mais antenados e conseguiriam identificar o que realmente aconteceu. Os resultados foram um pouco diferentes.

A primeira notícia falava que o plantão da Globo nos atentados de 11 de setembro interromperam um episódio de Dragon Ball Z. 44% do público estava convencido de que isso era verdade. Esse é um caso curioso, pois é muito comum encontrarmos pessoas que afirmam se lembrar do ocorrido, mas essa é uma espécie de memória…

Quanta inovação pode conter um chinelo?

Não, eu não vou falar das Havaianas. A história da fabricante de chinelos brasileira que coloriu seus chinelos (que eram) feiosos e passou a ser um ícone da moda mundial já foi suficientemente explorada como exemplo de inovação no mundo dos negócios.

Eu vou falar é da Florine Chinelos, marca bem menor, mas com um produto interessantíssimo e um potencial de crescimento tremendo. Conheci a história da empresa em uma palestra de Alexandre Robazza, do SEBRAE SP.


Parece bucha de banho, né? Mas na verdade é o mesmo material utilizado para fazer tapetes. Aliás, o chinelo foi criado numa fábrica de tapetes.
Incomodado com as tiras que sobravam na fabricação dos tapetes, o criador do produto Carlos Gasparini, buscava alguma utilidade para os retalhos, até que um dia teve a ideia de fazer um chinelo. Após várias tentativas e com o protótipo em mãos, foi procurar o SEBRAE.
Com o apoio do SEBRAE, patenteou o produto, registrou a marca e começou a produção. Claro que não foi da noite para o dia, h…