Pular para o conteúdo principal

Os 5 melhores discos internacionais de 2009

Usualmente, as discussões em torno das listas de fim de ano fica em torno de quem ficou de fora, e não de quem está dentro dela. Limitei a 5 o número de álbuns eleitos, o que me deixou com um aperto no coração ao não incluir o Muse, Matt & Kim, Lily Allen e muitos outros. Mas não vamos discutir as ausências, o que importa é a lista dos 5 melhores discos internacionais de 2009:

God Help The Girl God Help The Girl - God Help The Girl
É um projeto solo do vocalista do Belle and Sebastian, Stuart Murdoch. Detalhe: aqui ele não é o vocalista principal. Diversas cantoras desconhecidas foram convidadas para cantar nessa empreitada. Como uma espécie de ópera-rock, o disco apresenta uma série de músicas com personagens em comum, e parece - muito - a banda escocesa. Natural, pois o Belle and Sebastian toca em todo álbum. Com belas e fofas melodias e letras inteligentes, God Help The Girl é uma extensão do trabalho de uma das bandas mais populares do rock alternativo.

 

Folder Julian Casablancas - Phrazes For The Young
Pegue os Strokes, tire as guitarras marcantes e deixe a voz soar de forma mais natural, sem distorções. Uma análise simplória definiria assim o disco solo do vocalista Julian Casablancas. É um album curto - apenas 8 músicas - mas muito gostoso de se ouvir. Com influências dos anos 80, muitos barulhinhos de teclado e uma veia dançante, foi uma boa surpresa pra mim, embora os críticos da indústria musical não tenham gostado muito do álbum.

 

Morrissey - Years Of Refusal Morrissey - Years of Refusal
O ex-vocalista dos Smiths permanece como um dos poucos tiozões da música que ainda está no auge de sua criatividade. Letras inspiradas e que te fazem pensar acompanhadas de melodias marcantes.Também lançou o álbum Swords no final desse ano, mostrando que o show deve continuar.

 

Folder Arctic Monkeys - Humbug
Cercado de expectativa, o disco surpreendeu os fãs. Onde estavam os garotos que cantavam canções que faziam o público pular nas pistas? À primeira audição, minha conclusão foi um "Eu acho que não gostei". Dando mais uma chance, tomei gosto pelas mudanças do álbum, e já fiquei com uma pulga atrás da orelha: o que será que os macacos do ártico irão aprontar da próxima vez?

 

Manners Passion Pit - Manners
Difícil um disco de estreia entrar numa lista de melhores - mas esse merece. Pop dançante, com riffs memoráveis e voz em falsete fizeram do Passion Pit uma das mais interessantes bandas que apareceram nos últimos tempos. E Little Secrets é muito viciante!

Comentários

  1. Eu sabia que alguma coisa do Belle and Sebastian apareceria em sua lista, cliquei nos melhores internacionais só para confirmar a minha suspeita!! Mas vou ouvi-los depois postarei minhas opiniões a respeito. By the way, saudadess...
    Marcela T.

    ResponderExcluir
  2. Mas Belle and Sebastian é bom mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Opa, muito bom gosto!! Desde que escutei o clássico Tiger Milk, não deixei de acompanhar a banda haueha baixei tudo, discografia e etcs. vc já viu o dvd 'Fans Only'? dá pra notar que eles tem um carinho especial pelo brasil :D

    Mto estranho, só baixei esses dias o album do julian e passion pit, gostei pra caramba tb xD

    Arctic monkeys, vou nem falar, sou fã mortal dessa banda :P como vc disse, foi um choque ver uma mudança drástica no estilo... mas depois de ouvir mais de uma vez, viciei geral xD qndo vi o meu last.fm, o album era um dos mais tocados haha :)

    Gostei do Blog, irei acompanhar sempre que der!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pista premium, essa aberração dos shows no Brasil

O cantor inglês Ed Sheeran tocou ontem em Belo Horizonte em uma apresentação cheia de altos e baixos. Um problema que chamou a atenção foi o tamanho da semi-deserta pista premium. A impressão que dava é que nem um terço do espaço dedicado ao pessoal que pagou o dobro do preço estava ocupado. A foto abaixo tirada durante a apresentação do cantor dá um noção do vácuo existente.


A organização foi no mínimo incompetente para dimensionar o espaço. Fica feio e desagradável tanto para o público quanto para o cantor.

Reproduzo a seguir um texto que escrevi em 2014 para o Move That Jukebox onde falo um pouco sobre esse costume indigesto dos promotores de shows no Brasil.

******
O abismo entre a pista comum e a pista premium

A simples existência de uma pista premium em um show é o suficiente para prejudicar (e muito) a experiência de quem não está nela. Acho natural cobrar valores diferentes para lugares diferentes, mas desde que o lugar esteja marcado. É justo que a cadeira da primeira fila ten…

O que acontece se um vampiro morder um zumbi? E se um zumbi morder um vampiro?

Já parou pra pensar no que acontece quando um vampiro morde um zumbi? Será que o zumbi vira um vampiro? E quando a situação é a inversa? Será que uma mordida de zumbi transforma o ser de dentes pontudos?
Tanto vampiros quanto zumbis são seres que podem ser classificados como "mortos-vivos". Isso significa que, apesar deles conseguirem executar certas ações que usualmente apenas os seres vivos são capazes, eles estão mortos. Na prática, se um vampiro morder um zumbi ou vice-versa não acontece nada. 

A razão desse efeito (ou da ausência de efeito) é que os zumbis mordem apenas seres vivos. Por esse motivo, eles não mordem outros zumbis, vampiros e múmias, por exemplo.
Por outro lado, os vampiros precisam se alimentar de sangue de seres vivos. E, embora os zumbis tenham sangue circulando em suas veias, eles já estão mortos.
Assim sendo, se um vampiro cruzar com um zumbi, certamente eles não se atacarão. E mesmo supondo que seja um vampiro doidão que queira morder um ser um put…

Quanta inovação pode conter um chinelo?

Não, eu não vou falar das Havaianas. A história da fabricante de chinelos brasileira que coloriu seus chinelos (que eram) feiosos e passou a ser um ícone da moda mundial já foi suficientemente explorada como exemplo de inovação no mundo dos negócios.

Eu vou falar é da Florine Chinelos, marca bem menor, mas com um produto interessantíssimo e um potencial de crescimento tremendo. Conheci a história da empresa em uma palestra de Alexandre Robazza, do SEBRAE SP.


Parece bucha de banho, né? Mas na verdade é o mesmo material utilizado para fazer tapetes. Aliás, o chinelo foi criado numa fábrica de tapetes.
Incomodado com as tiras que sobravam na fabricação dos tapetes, o criador do produto Carlos Gasparini, buscava alguma utilidade para os retalhos, até que um dia teve a ideia de fazer um chinelo. Após várias tentativas e com o protótipo em mãos, foi procurar o SEBRAE.
Com o apoio do SEBRAE, patenteou o produto, registrou a marca e começou a produção. Claro que não foi da noite para o dia, h…