Pular para o conteúdo principal

Os filhos do Koopa

Traduzido e adaptado de Slothbot (sob autorização)

Bowser Jr

Bowser Jr. é uma figura frequente nos jogos do encanador mais famoso do mundo dos videogames. Ainda assim, enfrentá-lo chega a ser entediante se compararmos com seus sete irmãos mais velhos. Lemmy, Roy, Ludwig Von, Morton Jr, Wendy O., Iggy e Larry, que já têm 22 anos desde suas primeiras aparições no clássico jogo de Nintendinho Super Mario Bros 3.

Recentemente, New Super Mario Bros Wii resgatou essas personagens, talvez as de apelo mais cult do mundo dos cogumelos. Parte da popularidade dos koopalings (os 7 irmãos também são conhecidos por esse nome) se deve ao fato de que foram baseados em personalidades do mundo da música e do showbiz.

Iggy KoopaIggy Pop é amplamente considerado como a inspiração para Iggy Koopa. Ele também é considerado como um dos precursores do heavy metal e principalmente do punk rock como nós conhecemos hoje. Pop tocou com sua banda, The Stooges, no início dos anos 1970 e se tornou um roqueiro famoso, expondo-se às multidões e muitas vezes deixando os shows coberto de sangue, suor e vômito. Recentemente, ele voltou para o estúdio com The Stooges para gravar um novo álbum "The Weirdness" (2007). Iggy Pop veio ao Brasil acompanhado de sua banda no ano passado, e fez uma apresentação memorável no Planeta Terra Festival.

Wendy O. KoopaBem como Iggy Pop, Wendy O. Williams foi uma roqueira famosa e está entre as mulheres mais controversas do rock and roll dos anos 70. Ela e sua banda, The Plasmatics, eram bastante conhecidos pelo seu heavy metal e punk rock bem como por suas excentricidades no palco que incluiam serrar guitarras, martelar televisores, explodir o próprio equipamento. Em 1981, Wendy foi absolvida de uma acusação de obsenidade por tocar vestindo nada além de creme de barbear. Williams suicidou-se em 1998 com um tiro na cabeça.

Lemmy KoopaLemmy Kilmister é membro fundador do Motörhead e é considerado uma das lendas vivas do heavy metal. Seu status de respeito na comunidade do metal pesado é melhor ilustrado por uma frase dita por Steve Buscemi no filme Airheads:
"- Quem ganharia em uma luta - Lemmy ou Deus?"
"- Pergunta fácil - Lemmy É Deus."

Além de Motörhead, Lemmy também já atuou em alguns filmes pelo estúdio de cinema independente Troma. Mais notavelmente, ele foi o narrador em Tromeo and Juliet. O Motörhead recentemente ganhou um Grammy por sua contribuição para o filme do Bob Esponja (!!). A música “Ace of Spades”, do Motörhead pode ser vista no jogos Guitar Hero e Tony Hawk Pro Skater 3. Roy KoopaRoy Orbison é considerado a inspiração por trás de Roy Koopa. Pioneiro do rock and roll, Orbison é o cantor e compositor por trás de "Oh, Pretty Woman", "Only the Lonely" e "Crying", entre outras. Seus estilos musicais influenciaram muitas bandas de rock que vieram depois dele, incluindo os Beatles, que citam "Only the Lonely", como uma inspiração para a canção "Please Please Me".

Ludwig Von KoopaUm dos koopalings com o nome mais óbvio, Ludwig Von Koopa é assim chamado em homenagem a Ludwig Von Beethoven. Além de ser um gênio musical, escrevendo algumas das peças mais conhecidas em toda a história da humanidade e inspirando sociopatas fictícios, ele era também um ávido fã de xadrez e amigo de um homem que inventou o Turk, um precursor primitivo do Deep Blue, o moderno computador que joga xadrez hoje em dia. Claro, o Deep Blue é uma maravilha complexa da computação. O Turk foi apenas uma brincadeira era apenas um jogador de xadrez de alto nível em uma caixa.

Morton Koopa JrMais conhecido como o padrinho de talk shows trash, Morton Downey Jr. não é um cara particularmente bom para dar o nome a um personagem do universo do Mario. Seu talk show se tornou popular na década de 80 devido principalmente aos seu costume de gritar, insultar ou agredir verbalmente seus convidados ou qualquer um que não concorde com ele. Sua influência pode ser visto mais tarde, intencionalmente ou não, nos mostra como o Jerry Springer, Ricki Lake e até mesmo Bill O'Reilly. Ele se tornou um ícone da cultura pop de curta duração, principalmente por ser um tagarela idiota. Em uma história que muitos acreditam que foi um boato, Morton, na tentativa de recuperar seu status de celebridade, desapareceu no final dos anos 80 e foi encontrado no San Francisco International Airport com uma suástica nazista pintada no rosto, que segundo ele foi o trabalho de neo-nazis que tinham o agredido. Nenhuma evidência foi encontrada para apoiar esta alegação. Downey morreu em 2001 de câncer de pulmão.

Larry Koopa

Ninguém está realmente certo acerca da inspiração do nome para Larry Koopa . Larry King é a escolha mais comum. No entanto, apesar de King ser como Morton Downey Jr, um apresentador de talk show (de um talk show digamos, mais elegante, mas ainda a mesma carreira), ninguém parece muito convencido de que este é homônimo para Larry Koopa. Se você tem outra suposição, escreva nos comentários. O Slothbot aposta que a inspiração foi Cousin Larry do seriado Perfect Strangers. Outras possibilidades são os atores Larry Hagman e Larry Storch. Acho melhor perguntar para o Shigeru Miyamoto.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os patos de Patópolis e o Pato Fu

Recentemente, enquanto lia uma revista do Ducktales (os caçadores de aventuras, todos eles são grandes figuras), me deparei com um quadrinho onde o Capitão Bóing fazia uma ameaça aos seus adversários invocando o poder do Pato Fu (ou seja, o kung fu dos patos). Achei a referência divertida, postei no Twitter, a própria banda retweetou a publicação, mas achei que era um caso isolado.


Pra quem conhece a história da banda, o uso desses termos faz todo sentido. O nome Pato Fu foi inspirado em uma tira do Garfield onde ele lutava Gato Fu.


Normalmente esse tipo de referência é chamado de "easter egg", termo em inglês para ovo de páscoa. É uma surpresa escondida na narrativa (seja ela em quadrinhos, prosa, cinema etc) que não tem influência na história. Assim, quem conhece a referência acha interessante, se diverte um pouco mais e pra quem não conhece a vida continua como se nada tivesse acontecido.

Algumas semanas depois, lendo o volume "A Cidade Fantasma", da coleção do…

O custo de um carro popular é muito maior do que você pensa (uma história real)

Nunca tive o sonho de comprar um carro, até mesmo porque nem gosto de dirigir fora do videogame. E como até pouco tempo atrás eu tinha transporte da empresa para o trabalho, comprar um carro seria um capricho muito caro e desnecessário. Até que voltei para Belo Horizonte e senti a necessidade de comprar um automóvel para ter um pouco mais de conforto. Comprei meu primeiro carro em maio de 2014.

Em 30 meses e pouco mais de 43.000 km rodados, o meu carro gerou um custo mensal de R$1407,02.


Esse valor não inclui o valor que paguei no automóvel, ele refere-se apenas a gastos realizados que não poderão ser repostos com a venda do carro. Pode até parecer um valor muito alto, mas ele foi rigorosamente calculado e pode surpreender os desavisados.

E veja só, meu carro não é extravagante: é um Volkswagen up! com a maioria dos opcionais. Tem motor 1.0, consome muito pouco combustível e a manutenção é relativamente barata. É que mesmo um carro popular pode sair muito caro.

R$27.044,14 com despesas …

As notícias falsas que confundiram o público da Campus Party MG

Tive o prazer de ministrar uma palestra na última edição da Campus Party em MG com o tema "Fake News - Como viver num mundo de mentiras". Em breve, essa palestra estará disponível no YouTube e, assim que tiver o link, compartilho com você.



No início da minha apresentação, mostrei algumas notícias e pedi para o público preencher um questionário avaliando se cada publicação era verdadeira ou falsa. TODAS eram falsas, por mais convincentes que parecessem.

O público da Campus Party é jovem e ligado em tecnologia, o que poderia nos levar à hipótese de que estariam mais antenados e conseguiriam identificar o que realmente aconteceu. Os resultados foram um pouco diferentes.

A primeira notícia falava que o plantão da Globo nos atentados de 11 de setembro interromperam um episódio de Dragon Ball Z. 44% do público estava convencido de que isso era verdade. Esse é um caso curioso, pois é muito comum encontrarmos pessoas que afirmam se lembrar do ocorrido, mas essa é uma espécie de memória…