boo-box

28 junho 2011

Pato Fu na seção infantil

Lembro que em 1994, ouvi o recém lançado Gol de Quem?, de uma banda nova de Belo Horizonte que atendia pela divertida alcunha de Pato Fu. Na época não vi graça, mas hoje o considero um dos melhores álbuns da história do rock brasileiro.

No auge dos meus 10 anos de idade, foi natural não compreender a revolução musical do Pato Fu na época. Eu ainda nem tinha descoberto o rock and roll, e era só uma criança.

E passeando numa loja de discos, pude descobrir como as crianças de hoje podem ser musicalmente mais felizes. Tava lá o Pato Fu no meio de Galinha Pintadinha, Gnomeu e Julieta, Cantigas de Roda e outros itens infantis.

Pato Fu na seção infantilQuando o álbum Música de Brinquedo foi lançado, o Pato Fu frisou que, embora tivesse sido todo gravado com instrumentos de brinquedo, não era um disco infantil. No entanto, esse rótulo acabou se grudando ao disco naturalmente.

Os shows da atual turnê são cheios de crianças de todas as idades, que se divertem ao longo de toda a apresentação. E o Pato Fu virou uma banda pra família inteira ouvir junto. Nada mal para um grupo que teve seu primeiro álbum lançado numa gravadora de heavy metal.

Mas agora que eles já cumpriram seu papel pedagógico, bem que podiam lançar um novo álbum cheio de guitarras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário