Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

Gato de Botas

Depois das decepções dos últimos filmes do Shrek, minha expectativa para o filme do Gato de Botas era praticamente nula. Isso acabou sendo um fator positivo, pois qualquer coisa minimamente boa já faria com que eu achasse o filme melhor do que esperava.Mas o Gato de Botas não decepciona, e surpreende. A história é completamente independente da cronologia do Shrek – o reino de Tão Tão Distante sequer é citado. Com liberdade para explorar um mundo totalmente novo, os roteiristas do filme acabaram criando uma história interessante, e que se sustenta.Repleto de referências à fábulas e com pitadas de humor politicamente incorreto, o longa metragem tem uma trama consistente, de fácil entendimento pra crianças, e com final feliz – mesmo que à duras penas para as personagens.A aposta da Dreamworks dessa vez foi acertada e, naturalmente, o filme irá render muito dinheiro. Fica a torcida para que não criem novas sequências que acabem estragando a história.

Operação Presente

Todo fim de ano, os cinemas recebem inúmeros filmes natalinos. Mesmo recheados de clichês, costuma ter públicos significativos – é o espírito de Natal.O longa mais interessante desse ano (ou o único que conseguiu me atrair até o cinema para assistí-lo) foi o Operação Presente, do estúdio Aardman, responsável por bons filmes como A Fuga das Galinhas e Wallace & Gromit.Logo no começo do filme, uma cartinha de uma criança questiona a existência do Papai Noel, cheia de dúvidas que todas as crianças algum dia tem na vida, mas também com indagações com background científico: se o Papai Noel se move tão rápido, porque ele não pega fogo na atmosfera?A partir daí, toda a operação do Papai Noel é detalhada, e o uso consistente da tecnologia responde a cada pergunta das crianças e deixa tudo verossímel. Não vale a pena se esticar mais na história para não estragar a surpresa de quem for ao cinema.O objetivo do filme é, naturalmente, passar uma mensagem positiva sobre o Natal. Ainda assim a t…

O pop e o rock na China

Na minha recente visita à China, tentei pesquisar sobre rock chinês pra, quem sabe, ir a um show em Pequim. Mas pelo que consegui encontrar, parece que o rock and roll não é um gênero muito popular por lá.Nos momentos em que ficava no hotel, costumava deixar a televisão ligada, por mais que eu não entendesse nada do que estivessem falando. E os canais disponíveis não eram tão atraentes – CCTV 1, CCTV 2, CCTV 3, até o 11 ou 12. Tinha também a BTV 1, 2 etc. Todos canais controlados pelo governo. Mas tinha também a MTV China, que pra mim ficava sintonizada o tempo todo.A programação era bem repetitiva. Dava impressão que a programação era igual em todos os dias, e os clipes eram sempre os mesmos.A MTV China tá sofrendo uma invasão de girl bands, mais ou menos como era no ocidente na época das Spice Girls. E dessas bandas de meninas, a mais popular é a miss A, que conta com duas coreanas e duas chinesas. Vários clipes das garotas eram trasmitidos a todo momento. As músicas costuma ter uma…