Pular para o conteúdo principal

Melhores do ano

Mais uma vez, participei das listas de Melhores do Ano do Move That Jukebox. Ao contrário do ano passado, separamos as listas em nacionais e internacionais.


Cada integrante do blog escolheu seus vinte favoritos em cada uma das categorias até chegarmos às listas definitivas. Reproduzo a seguir meus votos. Eles representam um panorama do que ouvi de melhor em 2012. Só tem coisa boa na lista, podem ouvir sem medo!

Discos nacionais

1. SILVA - Claridão
2. Clarice Falcão - Clarice Falcão EP
3. Ana Cañas - Volta
4. Banda Uó - Motel
5. Cambriana - House of Tolerance
6. Bidê ou Balde - Eles são assim. E assim por diante
7. The Sorry Shop - Bloody, Fuzzy, Cozy
8. Ludov - O Paraíso EP
9. Curumin - Arrocha
10. Onagra Claudique - A Hora e Vez de Onagra Claudique
11. Otto - The Moon 1111
12. Rosie and Me - Arrow of My Ways
13. Murilo e os Semicondutores - EP
14. Bazar Pamplona - Todo Futuro é Fabuloso
15. Fernanda Takai e Andy Summers - Fundamental
16. Black Drawing Chalks – No Dust Stuck On You
17. Céu - Caravana Sereia Bloom
18. Volver - Próxima Estação
19. Violins - Violins
20. Madrid - Madrid

Músicas nacionais
1. SILVA - 2012
2. Clarice Falcão - Monomania
3. Apanhador Só - Salão de Festas
4. Ludov - Circuito
5. Ana Cañas - Será Que Você Me Ama?
6. Móveis Coloniais de Acaju - Não Chora
7. Otto - Ela Falava
8. SILVA - Imergir
9. Cambriana - The Sad Facts
10. Onagra Claudique - Umwelt
11. Arnaldo Antunes - Ligado à você
12. Banda Uó - Cowboy
13. Curumin - Passarinho
14. Bazar Pamplona - Quem eles pensam que são?
15. The Sorry Shop - Dressed To Fool
16. Bidê ou Balde - +Q1 amigo
17. Murilo e os Semicondutores - A espera
18. Rosie And Me - I couldn't Reach You
19. Fernanda Takai e Andy Summers - Fundamental
20. Bonde do Rolê - Baby Don't Deny It

Discos internacionais
1. The Shins - Port of Morrow
2. Keane - Strangeland
3. The Killers - Battle Born
4. Lana Del Rey - Born To Die
5. The Vaccines - Come of Age
6. Jack White - Blunderbuss
7. Smashing Pumpkins - Oceania
8. Björk - Bastards
9. The xx - Coexist
10. Edward Sharpe & The Magnetic Zeros - Here
11. Alanis Morissette - Havoc And Bright Lights
12. Alabama Shakes - Boys and Girls
13. Mika - The Origin Of Love
14. Garbage - Not Your Kind Of People
15. Green Day - Uno!
16. Muse - The 2nd Law
17. Passion Pit - Gossamer
18. Howler - America Give Up
19. Hot Chip - In Our Heads
20. of Montreal - Paralytic Stalks

Músicas internacionais
1. Keane - Disconnected
2. The Killers - Battle Born
3. Garbage - Control
4. The Vaccines - Teenage Icon
5. The Shins - Rifle's Spiral
6. Muse - Survival
7. Solange – Losing You
8. Lana Del Rey - Radio
9. Mika - The Origin Of Love
10. Green Day - Kill The DJ
11. Muse – Madness
12. Alabama Shakes – Hold On
13. Arctic Monkeys - R U Mine?
14. Jack White - Hip (Eponymous) Poor Boy
15. The xx - Angels
16. Alanis Morissette - Guardian
17. of Montreal - Wintered Debts
18. Passion Pit – Take a Walk
19. Rolling Stones – Doom And Gloom
20. Howler - Told You Once

As listas do Move That Jukebox estão todas aqui, ó!

Leia também: Melhores do ano - 2011

Comentários

  1. Gregório, dicas para você:

    Academia da Berlinda
    Cidadão Instigado (Genial, fantástico, incrível)
    Hidrocor
    Cérebro Eletrônico

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto muito do Cidadão Instigado e do Cérebro Eletrônico (já vi ambas ao vivo, até), mas eles não lançaram nada de novo em 2012. O Hidrocor não me conquistou. Vou procurar pela Academia da Berlinda, pois essa eu não conheço.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pista premium, essa aberração dos shows no Brasil

O cantor inglês Ed Sheeran tocou ontem em Belo Horizonte em uma apresentação cheia de altos e baixos. Um problema que chamou a atenção foi o tamanho da semi-deserta pista premium. A impressão que dava é que nem um terço do espaço dedicado ao pessoal que pagou o dobro do preço estava ocupado. A foto abaixo tirada durante a apresentação do cantor dá um noção do vácuo existente.


A organização foi no mínimo incompetente para dimensionar o espaço. Fica feio e desagradável tanto para o público quanto para o cantor.

Reproduzo a seguir um texto que escrevi em 2014 para o Move That Jukebox onde falo um pouco sobre esse costume indigesto dos promotores de shows no Brasil.

******
O abismo entre a pista comum e a pista premium

A simples existência de uma pista premium em um show é o suficiente para prejudicar (e muito) a experiência de quem não está nela. Acho natural cobrar valores diferentes para lugares diferentes, mas desde que o lugar esteja marcado. É justo que a cadeira da primeira fila ten…

O que acontece se um vampiro morder um zumbi? E se um zumbi morder um vampiro?

Já parou pra pensar no que acontece quando um vampiro morde um zumbi? Será que o zumbi vira um vampiro? E quando a situação é a inversa? Será que uma mordida de zumbi transforma o ser de dentes pontudos?
Tanto vampiros quanto zumbis são seres que podem ser classificados como "mortos-vivos". Isso significa que, apesar deles conseguirem executar certas ações que usualmente apenas os seres vivos são capazes, eles estão mortos. Na prática, se um vampiro morder um zumbi ou vice-versa não acontece nada. 

A razão desse efeito (ou da ausência de efeito) é que os zumbis mordem apenas seres vivos. Por esse motivo, eles não mordem outros zumbis, vampiros e múmias, por exemplo.
Por outro lado, os vampiros precisam se alimentar de sangue de seres vivos. E, embora os zumbis tenham sangue circulando em suas veias, eles já estão mortos.
Assim sendo, se um vampiro cruzar com um zumbi, certamente eles não se atacarão. E mesmo supondo que seja um vampiro doidão que queira morder um ser um put…

Quanta inovação pode conter um chinelo?

Não, eu não vou falar das Havaianas. A história da fabricante de chinelos brasileira que coloriu seus chinelos (que eram) feiosos e passou a ser um ícone da moda mundial já foi suficientemente explorada como exemplo de inovação no mundo dos negócios.

Eu vou falar é da Florine Chinelos, marca bem menor, mas com um produto interessantíssimo e um potencial de crescimento tremendo. Conheci a história da empresa em uma palestra de Alexandre Robazza, do SEBRAE SP.


Parece bucha de banho, né? Mas na verdade é o mesmo material utilizado para fazer tapetes. Aliás, o chinelo foi criado numa fábrica de tapetes.
Incomodado com as tiras que sobravam na fabricação dos tapetes, o criador do produto Carlos Gasparini, buscava alguma utilidade para os retalhos, até que um dia teve a ideia de fazer um chinelo. Após várias tentativas e com o protótipo em mãos, foi procurar o SEBRAE.
Com o apoio do SEBRAE, patenteou o produto, registrou a marca e começou a produção. Claro que não foi da noite para o dia, h…