Pular para o conteúdo principal

Melhores do ano

Mais uma vez, participei das listas de Melhores do Ano do Move That Jukebox. Ao contrário do ano passado, separamos as listas em nacionais e internacionais.


Cada integrante do blog escolheu seus vinte favoritos em cada uma das categorias até chegarmos às listas definitivas. Reproduzo a seguir meus votos. Eles representam um panorama do que ouvi de melhor em 2012. Só tem coisa boa na lista, podem ouvir sem medo!

Discos nacionais

1. SILVA - Claridão
2. Clarice Falcão - Clarice Falcão EP
3. Ana Cañas - Volta
4. Banda Uó - Motel
5. Cambriana - House of Tolerance
6. Bidê ou Balde - Eles são assim. E assim por diante
7. The Sorry Shop - Bloody, Fuzzy, Cozy
8. Ludov - O Paraíso EP
9. Curumin - Arrocha
10. Onagra Claudique - A Hora e Vez de Onagra Claudique
11. Otto - The Moon 1111
12. Rosie and Me - Arrow of My Ways
13. Murilo e os Semicondutores - EP
14. Bazar Pamplona - Todo Futuro é Fabuloso
15. Fernanda Takai e Andy Summers - Fundamental
16. Black Drawing Chalks – No Dust Stuck On You
17. Céu - Caravana Sereia Bloom
18. Volver - Próxima Estação
19. Violins - Violins
20. Madrid - Madrid

Músicas nacionais
1. SILVA - 2012
2. Clarice Falcão - Monomania
3. Apanhador Só - Salão de Festas
4. Ludov - Circuito
5. Ana Cañas - Será Que Você Me Ama?
6. Móveis Coloniais de Acaju - Não Chora
7. Otto - Ela Falava
8. SILVA - Imergir
9. Cambriana - The Sad Facts
10. Onagra Claudique - Umwelt
11. Arnaldo Antunes - Ligado à você
12. Banda Uó - Cowboy
13. Curumin - Passarinho
14. Bazar Pamplona - Quem eles pensam que são?
15. The Sorry Shop - Dressed To Fool
16. Bidê ou Balde - +Q1 amigo
17. Murilo e os Semicondutores - A espera
18. Rosie And Me - I couldn't Reach You
19. Fernanda Takai e Andy Summers - Fundamental
20. Bonde do Rolê - Baby Don't Deny It

Discos internacionais
1. The Shins - Port of Morrow
2. Keane - Strangeland
3. The Killers - Battle Born
4. Lana Del Rey - Born To Die
5. The Vaccines - Come of Age
6. Jack White - Blunderbuss
7. Smashing Pumpkins - Oceania
8. Björk - Bastards
9. The xx - Coexist
10. Edward Sharpe & The Magnetic Zeros - Here
11. Alanis Morissette - Havoc And Bright Lights
12. Alabama Shakes - Boys and Girls
13. Mika - The Origin Of Love
14. Garbage - Not Your Kind Of People
15. Green Day - Uno!
16. Muse - The 2nd Law
17. Passion Pit - Gossamer
18. Howler - America Give Up
19. Hot Chip - In Our Heads
20. of Montreal - Paralytic Stalks

Músicas internacionais
1. Keane - Disconnected
2. The Killers - Battle Born
3. Garbage - Control
4. The Vaccines - Teenage Icon
5. The Shins - Rifle's Spiral
6. Muse - Survival
7. Solange – Losing You
8. Lana Del Rey - Radio
9. Mika - The Origin Of Love
10. Green Day - Kill The DJ
11. Muse – Madness
12. Alabama Shakes – Hold On
13. Arctic Monkeys - R U Mine?
14. Jack White - Hip (Eponymous) Poor Boy
15. The xx - Angels
16. Alanis Morissette - Guardian
17. of Montreal - Wintered Debts
18. Passion Pit – Take a Walk
19. Rolling Stones – Doom And Gloom
20. Howler - Told You Once

As listas do Move That Jukebox estão todas aqui, ó!

Leia também: Melhores do ano - 2011

Comentários

  1. Gregório, dicas para você:

    Academia da Berlinda
    Cidadão Instigado (Genial, fantástico, incrível)
    Hidrocor
    Cérebro Eletrônico

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto muito do Cidadão Instigado e do Cérebro Eletrônico (já vi ambas ao vivo, até), mas eles não lançaram nada de novo em 2012. O Hidrocor não me conquistou. Vou procurar pela Academia da Berlinda, pois essa eu não conheço.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os patos de Patópolis e o Pato Fu

Recentemente, enquanto lia uma revista do Ducktales (os caçadores de aventuras, todos eles são grandes figuras), me deparei com um quadrinho onde o Capitão Bóing fazia uma ameaça aos seus adversários invocando o poder do Pato Fu (ou seja, o kung fu dos patos). Achei a referência divertida, postei no Twitter, a própria banda retweetou a publicação, mas achei que era um caso isolado.


Pra quem conhece a história da banda, o uso desses termos faz todo sentido. O nome Pato Fu foi inspirado em uma tira do Garfield onde ele lutava Gato Fu.


Normalmente esse tipo de referência é chamado de "easter egg", termo em inglês para ovo de páscoa. É uma surpresa escondida na narrativa (seja ela em quadrinhos, prosa, cinema etc) que não tem influência na história. Assim, quem conhece a referência acha interessante, se diverte um pouco mais e pra quem não conhece a vida continua como se nada tivesse acontecido.

Algumas semanas depois, lendo o volume "A Cidade Fantasma", da coleção do…

O custo de um carro popular é muito maior do que você pensa (uma história real)

Nunca tive o sonho de comprar um carro, até mesmo porque nem gosto de dirigir fora do videogame. E como até pouco tempo atrás eu tinha transporte da empresa para o trabalho, comprar um carro seria um capricho muito caro e desnecessário. Até que voltei para Belo Horizonte e senti a necessidade de comprar um automóvel para ter um pouco mais de conforto. Comprei meu primeiro carro em maio de 2014.

Em 30 meses e pouco mais de 43.000 km rodados, o meu carro gerou um custo mensal de R$1407,02.


Esse valor não inclui o valor que paguei no automóvel, ele refere-se apenas a gastos realizados que não poderão ser repostos com a venda do carro. Pode até parecer um valor muito alto, mas ele foi rigorosamente calculado e pode surpreender os desavisados.

E veja só, meu carro não é extravagante: é um Volkswagen up! com a maioria dos opcionais. Tem motor 1.0, consome muito pouco combustível e a manutenção é relativamente barata. É que mesmo um carro popular pode sair muito caro.

R$27.044,14 com despesas …

As notícias falsas que confundiram o público da Campus Party MG

Tive o prazer de ministrar uma palestra na última edição da Campus Party em MG com o tema "Fake News - Como viver num mundo de mentiras". Em breve, essa palestra estará disponível no YouTube e, assim que tiver o link, compartilho com você.



No início da minha apresentação, mostrei algumas notícias e pedi para o público preencher um questionário avaliando se cada publicação era verdadeira ou falsa. TODAS eram falsas, por mais convincentes que parecessem.

O público da Campus Party é jovem e ligado em tecnologia, o que poderia nos levar à hipótese de que estariam mais antenados e conseguiriam identificar o que realmente aconteceu. Os resultados foram um pouco diferentes.

A primeira notícia falava que o plantão da Globo nos atentados de 11 de setembro interromperam um episódio de Dragon Ball Z. 44% do público estava convencido de que isso era verdade. Esse é um caso curioso, pois é muito comum encontrarmos pessoas que afirmam se lembrar do ocorrido, mas essa é uma espécie de memória…