boo-box

08 dezembro 2013

Teoria da conspiração: sorteio da Copa do Mundo de 2014

A cada Copa do Mundo surgem inúmeras teorias da conspiração questionando resultados, convocações, sorteios e tudo mais que envolve o evento. Algumas não tem pé nem cabeça, outras soam bastante convincentes. Não dá pra acreditar em nenhuma delas, pois são apenas teorias - mas dá pra ficar divagando e imaginando as probabilidades de que sejam reais.

Logo após o sorteio dos grupos da Copa do ano que vem, um vídeo assinado por Pablo Leal foi ao ar no Youtube. É um vídeo com legendas em espanhol, bem didático e que traz uma teoria no mínimo curiosa.

Resumindo a teoria:

- Cafu abre a bolinha com o nome do Brasil, pois é a única bolinha que não pode ter outro nome dentro. Todas as outras seleções são sorteadas por Jerome Valcke (secretário da FIFA).

- Quando Jerome Valcke abre as bolas com os nomes dos países, ele tira o papel de dentro delas ocultando-as atrás do balcão. Supostamente, ele retira um papel que já está separado do balcão, e não o que está na bola. (Para efeito de comparação, Fernanda Lima abre as bolinhas sem ocultá-las).

- Quando Fernanda Lima solta os papéis, eles se enrolam novamente, pois estavam dentro da bola. Quando Valcke solta o papel, ele não se enrola (o que indica que ele não estava enrolado dentro da bolinha).

- Ou seja: as bolinhas são apenas um adereço e os nomes das seleções já estão todos separados no balcão.

Ao assistir o vídeo, a descrição acima fica muito mais evidente. Por outro lado, o vídeo menciona que o sorteio foi feito dessa maneira para todas as seleções, mostrando apenas algumas delas. Pra conferir se é verdade, seria necessário assistir novamente todo o sorteio.

Se é real? Não sei. Ainda assim, o vídeo vale como curiosidade, e ajuda a colocar minhocas na cabeça das pessoas. O tema de Arquivo X acompanhando as imagens é o toque final pra quem gosta de teorias da conspiração.



Leia também: Fuleco, o melhor da Copa


Nenhum comentário:

Postar um comentário