Pular para o conteúdo principal

Melhores de 2013

No último mês do ano, participei mais uma vez das listas de melhores do Move That Jukebox. Naturalmente, nem todas as minhas indicações entraram para as listas finais. Meus votos aqui, no entanto, representam o que mais gostei de ouvir no ano que passou. Recomendo cada linha indicada!
Melhores discos internacionais
1 - Franz Ferdinand – Right Thoughts, Right Words, Right Action
2 - Arctic Monkeys - AM
3 - David Bowie - The Next Day
4 - Arcade Fire - Reflektor
5 - Ellie Goulding - Halcyon Days
6 - Vampire Weekend - Modern Vampires of The City
7 - Lorde - Pure Heroine
8 - The National - Trouble Will Find Me
9 - Atoms For Peace - AMOK
10 - Paul McCartney - New
11 - Beady Eye - BE
12 - Justin Timberlake – The 20/20 Experience
13 - Kings of Leon - Mechanical Bull
14 - Queens of The Stone Age - ...Like Clockwork
15 - Kanye West - Yeezus
16 - Camera Obscura – Desire Lines
17 - She and Him - Volume 3
18 - Phoenix - Bankrupt!
19 - Daft Punk – Random Access Memories
20 - Sigur Ròs - Kveikur

Melhores músicas internacionais
1 - Get Lucky - Daft Punk
2 - Fresh Strawberries - Franz Ferdinand
3 - Do I Wanna Know? - Arctic Monkeys
4 - Goodness Gracious - Ellie Goulding
5 - Shot At The Night - The Killers
6 - Higher Than The Sun - Keane
7 - One Way Trigger - The Strokes
8 - Pink Rabbits - The National
9 - Tennis Court - Lorde
10 - Afterlife - Arcade Fire
11 - Mirrors - Justin Timberlake
12 - Unbelievers - Vampire Weekend
13 - Royals - Lorde
14 - Roar - Katy Perry
15 - Judge Jury and Executioner - Atoms For Peace
16 - Right Action - Franz Ferdinand
17 - The Vampyre Of Time And Memory - Queens of The Stone Age
18 - Entertainment - Phoenix
19 - Iz Rite - Beady Eye
20 - I Could've Been Your Girl - She & Him

Melhores discos nacionais
1 - Marcelo Jeneci - De Graça
2 - Tom Zé - Tribunal do Feicebuqui
3 - Arnaldo Antunes - Disco
4 - Clarice Falcão - Monomania
5 - Apanhador Só - Antes Que Tu Conte Outra
6 - Os Amantes Invisíveis - Novo
7 - Érika Martins - Modinhas
8 - Nevilton - Sacode
9 - A Banda Mais Bonita da Cidade - O Mais Feliz Da Vida
10 - Lulina - Pantim
11 - Móveis Coloniais de Acaju - De Lá Até Aqui
12 - Ludov - Eras Glaciais EP
13 - Cérebro Eletrônico - Vamos Pro Quarto!
14 - Péricles Garcia - Outros Heróis
15 - Esperanza - Esperanza
16 - Cambriana - Worker
17 - Guri - Quando Calou-se a Multidão
18 - Vanguart - Muito Mais Que o Amor
19 - Vespas Mandarinas - Animal Nacional
20 - Cabana Café - Panari

Melhores músicas nacionais
1 - Eu Me Lembro - Clarice Falcão & SILVA
2 - Tribunal do Feicebuqui - Tom Zé, Emicida, Trupe Chá de Boldo e Tatá Aeroplano
3 - Dizem (Quem Me Dera) - Arnaldo Antunes
4 - Te Ver Feliz - Ana Cañas
5 - Líquido Preto - Apanhador Só
6 - Veste De Preto - Os Amantes Invisíveis
7 - Temporal - Marcelo Jeneci
8 - Fundidos - Érika Martins
9 - Amor Pra Depois - SILVA
10 - Eras Glaciais - Ludov
11 - Só Eu Sou Eu - Marcelo Jeneci
12 - Papa Francisco Perdoa Tom Zé - Tom Zé & O Terno
13 - Espero Que Esteja Melhor - Nevilton
14 - Você Bordado - Ana Cañas & Nando Reis
15 - Cambriana - What Light?
16 - Sexo é maquiagem - Lulina
17 - Maria Teresa - Péricles Garcia
18 - O Mais Feliz Da Vida - A Banda Mais Bonita da Cidade
19 - O Amor É Tradução - Móveis Coloniais de Acaju
20 - Maná - Rodrigo Amarante

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pista premium, essa aberração dos shows no Brasil

O cantor inglês Ed Sheeran tocou ontem em Belo Horizonte em uma apresentação cheia de altos e baixos. Um problema que chamou a atenção foi o tamanho da semi-deserta pista premium. A impressão que dava é que nem um terço do espaço dedicado ao pessoal que pagou o dobro do preço estava ocupado. A foto abaixo tirada durante a apresentação do cantor dá um noção do vácuo existente.


A organização foi no mínimo incompetente para dimensionar o espaço. Fica feio e desagradável tanto para o público quanto para o cantor.

Reproduzo a seguir um texto que escrevi em 2014 para o Move That Jukebox onde falo um pouco sobre esse costume indigesto dos promotores de shows no Brasil.

******
O abismo entre a pista comum e a pista premium

A simples existência de uma pista premium em um show é o suficiente para prejudicar (e muito) a experiência de quem não está nela. Acho natural cobrar valores diferentes para lugares diferentes, mas desde que o lugar esteja marcado. É justo que a cadeira da primeira fila ten…

O que acontece se um vampiro morder um zumbi? E se um zumbi morder um vampiro?

Já parou pra pensar no que acontece quando um vampiro morde um zumbi? Será que o zumbi vira um vampiro? E quando a situação é a inversa? Será que uma mordida de zumbi transforma o ser de dentes pontudos?
Tanto vampiros quanto zumbis são seres que podem ser classificados como "mortos-vivos". Isso significa que, apesar deles conseguirem executar certas ações que usualmente apenas os seres vivos são capazes, eles estão mortos. Na prática, se um vampiro morder um zumbi ou vice-versa não acontece nada. 

A razão desse efeito (ou da ausência de efeito) é que os zumbis mordem apenas seres vivos. Por esse motivo, eles não mordem outros zumbis, vampiros e múmias, por exemplo.
Por outro lado, os vampiros precisam se alimentar de sangue de seres vivos. E, embora os zumbis tenham sangue circulando em suas veias, eles já estão mortos.
Assim sendo, se um vampiro cruzar com um zumbi, certamente eles não se atacarão. E mesmo supondo que seja um vampiro doidão que queira morder um ser um put…

Quanta inovação pode conter um chinelo?

Não, eu não vou falar das Havaianas. A história da fabricante de chinelos brasileira que coloriu seus chinelos (que eram) feiosos e passou a ser um ícone da moda mundial já foi suficientemente explorada como exemplo de inovação no mundo dos negócios.

Eu vou falar é da Florine Chinelos, marca bem menor, mas com um produto interessantíssimo e um potencial de crescimento tremendo. Conheci a história da empresa em uma palestra de Alexandre Robazza, do SEBRAE SP.


Parece bucha de banho, né? Mas na verdade é o mesmo material utilizado para fazer tapetes. Aliás, o chinelo foi criado numa fábrica de tapetes.
Incomodado com as tiras que sobravam na fabricação dos tapetes, o criador do produto Carlos Gasparini, buscava alguma utilidade para os retalhos, até que um dia teve a ideia de fazer um chinelo. Após várias tentativas e com o protótipo em mãos, foi procurar o SEBRAE.
Com o apoio do SEBRAE, patenteou o produto, registrou a marca e começou a produção. Claro que não foi da noite para o dia, h…