boo-box

24 novembro 2014

Jurassic World e a volta dos dinossauros ao cinema

O primeiro Jurassic Park é certamente o meu filme favorito de todos os tempos. Foi o que mais me influenciou, me impressionou e provavelmente o que mais assisti na vida. Até hoje me empolgo ao revê-lo e se, mesmo vinte anos depois, ele continua tendo o o mesmo impacto sobre sim, certamente ele nunca mais vai sair da minha lista de preferidos.

Também gosto muito da continuação O Mundo Perdido, um filme que também não perdeu o brilho o com o passar dos anos.

Já o Jurassic Park III me dá tristeza só de lembrar. Foi um um filme muito frustrante quando foi lançado e revendo-o anos depois continuo achando muito ruim. De certa forma foi um filme que enterrou a franquia.

Quando anunciaram o início da produção de Jurassic World, só consegui pensar no quanto gosto dos dois primeiros filmes e o meu nível de expectativa já foi às alturas. Sei que o filme tem potencial pra dar muito errado (é só lembrar do terceiro filme pra comprovar isso) mas também pode ser fantástico (pense nos dois primeiros).

Eu acredito que vai ser muito bom. Eu sou bobo. E o teaser do trailer de Jurassic World foi capaz de me deixar empolgadíssimo, em contagem regressiva para a estreia do filme.

São os quinze segundos de vídeo mais esperados dos últimos anos. Ao menos pra mim.



[UPDATE: 25/11/2014] O trailer saiu antes do previsto e é incrível!

Um comentário:

  1. Só vi o trailer teaser, já o oficial eu não vi, porque não gosto de assistir trailers antes de ver o filme, por mais estranho que pareça! É que tens uns que contam o filme quase todo. E o que não contam, dá para deduzir! Bem, concordo contigo em relação ao primeiro filme! Um marco para o cinema, para os efeitos especiais e para mim. Pena que alteraram muita coisa, mas muita coisa boa mesmo do romance original, do Michael Crichton. Coisas que foram mais ou menos aproveitadas nos segundo e terceiro filmes - como os grupo mortal dos compsognathus e a gaiola dos pterossauros. No entanto, levar os dinossauros ao conhecimento público com tiranossauros andando por San Diego, foi um pouco demais e totalmente desnecessário. Muito forçado. Esta parte estragou o filme para mim. Só não foi pior do que o celular tocando dentro da barriga do spinossauro. Vamos ver o que este quarto exemplar tem a oferecer. Sempre achei que o lugar de Jurassic Park fosse no futuro. Quem sabe agora? Ah Gregório, se for aos EUA de novo e encontrar com o Spielberg (afinal vc já encontrou muita gente famosa, hehe), diga a ele para usar um triceratops de forma decente! Quem sabe ainda dá tempo?

    ResponderExcluir