boo-box

11 novembro 2014

Pela paz mundial, tomara que o jogo entre Atlético-MG e Cruzeiro termine empatado em 0x0


Não conheço nenhuma cidade no mundo tão apaixonada por futebol quanto Belo Horizonte. Parece que as pessoas por aqui são obrigadas a tomar partido e escolherem um dos principais times para torcerem. O humor do povo é diretamente afetado pelo resultado dos jogos e as comemorações costumam ser muito intensas.

Pela primeira vez, Atlético-MG e Cruzeiro se enfrentarão na final de um campeonato nacional. A primeira certeza que temos é que, independentemente do resultado, a cidade ficará insuportável por vários dias após o jogo final da Copa do Brasil.

É por isso que estou torcendo para que o primeiro jogo da final termine em 0x0. Com nenhum dos times fazendo gols, não haverá gritaria nem foguetório durante o jogo. Com o empate, as duas torcidas terão que conter suas comemorações até o segundo jogo da final, e teremos mais alguns dias de paz.

Acontece que a final é em dois jogos e infelizmente, o campeonato terminará com apenas um time campeão (essa é a segunda certeza que temos). E a torcida dos felizardos será responsável por atrapalhar o sono de centenas de milhares de pessoas por ao menos uma noite, monopolizará o assunto nas rodas de conversa do dia seguinte e fará piadas com o time adversário até o fim dos tempos

Dada essa prospecção de futuro catastrófico, poderíamos ao menos ter uma noite de paz com o jogo terminando em 0x0, não acham? Pela paz mundial.

P.S.: Vou torcer pro Galo, mas juro solenemente nunca gritar, soltar foguetes nem zoar os adversários cruzeirenses. Até mesmo porque nem atleticano eu sou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário