boo-box

01 abril 2014

Galochas: o seu melhor investimento para o Lollapalooza

Eu tava com esperança de que o Lollapalooza Brasil desse ano não tivesse lama. Aí o Vinícius me mostrou essa foto do show do Iron Maiden que foi realizado no mesmo local do festival e perdi as esperanças.
Iron Maiden na lama. Futuro do Lollapalooza?
É claro que nem tudo está perdido. A solução vai ser usar a mesma estratégia que usei no ano passado: GALOCHAS.

No primeiro dia do Lollapalooza de 2013 fiquei fugindo de todas as poças de lama e ainda assim saí de lá bem sujo. Não ia deixar isso acontecer no segundo dia.

A Raíssa e eu fomos em uma loja de materiais de construção e compramos um par de galochas pra cada um. E foi baratinho, cerca de 30 reais. Dinheiro muito bem investido, por sinal.

Começo do festival, galochas limpinhas

Primeiros sinais de lama
Cada vez que eu não precisava desviar o meu caminho, via alguém fugir da lama ou se sujar involuntariamente, eu tinha um pouquinho da sensação de vencedor - afinal, eu era uma das poucas pessoas que podia circular tranquilamente por todos os ambientes do festival.
Submersos em meleca
Parece nojento, e é porque é nojento mesmo. Ainda assim, as condições podem ser consideradas privilegiadas. Imagine ter que atravessar um vazamento de banheiro químico para poder utilizá-lo.
Local privilegiado, graças às galochas
E o melhor, pudemos assistir à shows em locais muito melhores que a média, sem cabeças na frente, sem gente trombando. Like a boss. Um pouco sujo, é verdade, mas a galocha é muito mais fácil de limpar que um tênis. Quem nunca perdeu um tênis após afundá-lo na lama?

Se tem um conselho do He-man pra esse post é: corram até uma loja de materiais de construção e comprem suas galochas. Não se importem com a feiura (poderia ser um Crocs) - 30 reais investidos em um par de galochas vão fazer o festival ficar muito mais interessante. Acreditem.