Pular para o conteúdo principal

Promoção imperdível: escolha um livro da FNAC pra ganhar (sem gastar nada) e ainda receba 10 reais na sua conta bancária

Quem me conhece deve estar assustado, achando que eu estou espalhando alguma corrente estranha, com algum golpe ou armadilha. Afinal, sempre fui um desmascarador de farsas na internet. Esse texto que estou compartilhando, no entanto é real, e fui eu que escrevi cada palavra.

O processo pode parecer um pouco complicado, mas se você seguir os passos você terá um livro (de papel!) da FNAC totalmente gratuito e ainda poderá receber 10 reais na sua conta bancária. Tudo isso por causa de uma parceria da Méliuz com a FNAC.

1 - Cadastre-se no Méliuz por esse link: https://www.meliuz.com.br/i/ref_gregorioaf
Importante: os 10 reais que você irá receber só serão válidos caso você nunca tenha se cadastrado no Méliuz, e você só recebe se fizer o cadastro pelo link com o meu convite. Caso você já tenha cadastro no Méliuz, pule para o passo 2 (isso não te impede de ganhar o livro).


Após abrir a janela, clique em "Cadastro Rápido" e preencha seus dados. Mas o que é o Méliuz?
Essa é uma empresa de Belo Horizonte que distribui cupons de desconto em lojas online e devolve parte do dinheiro que você gastou em suas compras. E funciona de verdade, já recebi mais de 450 reais do site nos últimos meses. Cada vez que vou fazer uma compra online, consulto o Méliuz pra saber se terei algum desconto ou benefício, e na maioria das vezes eu tenho.

2 - Após realizar o cadastro no Méliuz, acesse o site da FNAC por esse link: http://promo.meliuz.com.br/presente30
Importante: você só irá ganhar o livro caso você nunca tenha feito uma compra pelo Méliuz.


Clique em "Pegar livro de graça" para ser redirecionado.
A promoção funciona da seguinte maneira: você terá um desconto de 30 reais em toda a livraria da FNAC, exceto no novo livro do Harry Potter. E não há compra mínima, o que quer dizer que se você pegar um livro que custe menos que 30 reais, você não pagará nada por ele. Caso o livro custe mais que isso, você paga o valor excedente.

3 - As letras miúdas: você tem que comprar o livro, pagar por ele, e só depois disso você receberá o dinheiro de volta. E para receber o dinheiro de volta, pode demorar alguns dias. Mas você recebe, como eu disse anteriormente, já recebi algumas centenas de reais. E tem mais um detalhe: você tem que pagar o frete, ou optar por retirar o livro presencialmente em uma loja FNAC. Para o frete, não há estorno do valor.

Resumindo: você paga 30 reais por um livro, recebe o livro em casa ou busca na loja, e depois disso 40 reais (30+10) são depositados na sua conta bancária.

Último detalhe: essa promoção vale só até o dia 31/08/2016

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os patos de Patópolis e o Pato Fu

Recentemente, enquanto lia uma revista do Ducktales (os caçadores de aventuras, todos eles são grandes figuras), me deparei com um quadrinho onde o Capitão Bóing fazia uma ameaça aos seus adversários invocando o poder do Pato Fu (ou seja, o kung fu dos patos). Achei a referência divertida, postei no Twitter, a própria banda retweetou a publicação, mas achei que era um caso isolado.


Pra quem conhece a história da banda, o uso desses termos faz todo sentido. O nome Pato Fu foi inspirado em uma tira do Garfield onde ele lutava Gato Fu.


Normalmente esse tipo de referência é chamado de "easter egg", termo em inglês para ovo de páscoa. É uma surpresa escondida na narrativa (seja ela em quadrinhos, prosa, cinema etc) que não tem influência na história. Assim, quem conhece a referência acha interessante, se diverte um pouco mais e pra quem não conhece a vida continua como se nada tivesse acontecido.

Algumas semanas depois, lendo o volume "A Cidade Fantasma", da coleção do…

O custo de um carro popular é muito maior do que você pensa (uma história real)

Nunca tive o sonho de comprar um carro, até mesmo porque nem gosto de dirigir fora do videogame. E como até pouco tempo atrás eu tinha transporte da empresa para o trabalho, comprar um carro seria um capricho muito caro e desnecessário. Até que voltei para Belo Horizonte e senti a necessidade de comprar um automóvel para ter um pouco mais de conforto. Comprei meu primeiro carro em maio de 2014.

Em 30 meses e pouco mais de 43.000 km rodados, o meu carro gerou um custo mensal de R$1407,02.


Esse valor não inclui o valor que paguei no automóvel, ele refere-se apenas a gastos realizados que não poderão ser repostos com a venda do carro. Pode até parecer um valor muito alto, mas ele foi rigorosamente calculado e pode surpreender os desavisados.

E veja só, meu carro não é extravagante: é um Volkswagen up! com a maioria dos opcionais. Tem motor 1.0, consome muito pouco combustível e a manutenção é relativamente barata. É que mesmo um carro popular pode sair muito caro.

R$27.044,14 com despesas …

A regra básica para verificar se algo é verdade na internet

Um dia eu ainda quero compreender o que se passa na cabeça de alguém que inventa um boato e espalha pelo mundo. Será que o objetivo é apenas ser um agente do caos ou simplesmente rir das pessoas que acreditam. Só sei que não é de hoje que essas coisas existem (ou você realmente acredita que a Xuxa fez um pacto com o demônio e o Fofão tinha um punhal dentro do seu boneco?), só sei que a internet amplificou o alcance e a velocidade de todo tipo de boatos.

Por muitas vezes atuei (e continuo atuando) como um desmascarador de mensagens falsas entre os membros da minha família e amigos mais próximos, mas não adianta: se antes as bobagens eram espalhadas via e-mail, a diferença é que agora elas chegam via WhatsApp. Tento fazer o papel de mensageiro da verdade, mas é difícil ter sucesso...

Não espalho nada que eu não tenha verificado ou não confie na fonte. Se já espalhei alguma bobagem, pode ter certeza que foi na ignorância e que sinto vergonha por isso. Hoje em dia é muito fácil procurar …