Pular para o conteúdo principal

Eu sou Ozzy

Eu sou Ozzy

Nunca fui fã do Ozzy Osbourne. Mas fiquei com muita vontade de ler a biografia do metaleiro mais famoso (e pop) do mundo. Matei a vontade.

Biografias costumam ser interessantes quando inspiram você a seguir os passos da pessoa que está sendo retratada. Um biografado costuma ser um exemplo. Mas Ozzy não é assim.

A não ser que encaremos tudo como a história de um garoro pobre, sem estudos que ganhou reconhecimento mundial e muito dinheiro. O sonho americano.

Mas a impressão que dá é que tudo aconteceu por um misto de talento inato e muita sorte. Ozzy é bom no que faz. Sempre esteve acompanhado por pessoas que se preocupavam com ele e que trabalhavam para seu sucesso. Com uma grande equipe, suas maiores preocupações eram quais drogas iria tomar e com quantas groupies ia se relacionar.

Não é uma história bonita. Há várias situações engraçadas, um humor politicamente incorreto. Mas também é uma história chocante, bizarra e por muitas vezes escatalógica.

Ele arrancou a cabeça de um morcego. Tudo bem que ele achou que era de borracha, mas em outra situação, quando ele arrancou a cabeça de uma pomba viva com os dentes, ele tinha noção do que estava fazendo.

Ou não tinha noção nenhuma.

A vida de Ozzy foi uma loucura em sua maior parte. É surpreendente que esteja vivo depois de anos de inconsequência e abuso de drogas, contados em detalhes no livro.

Mas o que importa é que Ozzy faz parte da história da música. À sua maneira.

Comentários

  1. Anônimo10:08 AM

    Caro Gregório,

    para muitos, por sua obra e presença de palco, Ozzy é Deus!!! O Deus de um estilo musical, que conduz a vida de seus seguidores, o Heavy Metal. Sua vida particular é desconhecida e não interessa para muitos que como eu sou fã apenas de sua obra.

    Um abraço,

    Anderson (Eng Elétrica)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

(Re)instalando o Android 4.1.2 no Samsung Galaxy S3

Atualizado em 18 de maio de 2013 No começo de fevereiro, Samsung Brasil fez a alegria dos proprietários do Galaxy S3 ao liberar mais uma atualização do Android para o aparelho. Conhecida como Premium Suite, a nova versão do firmware tem o Android Jelly Bean 4.1.2 com diversas customizações da fabricante coreana. Acontece que alguns aparelhos passaram a apresentar inúmeros problemas após essa atualização (o meu entrou nessa lista). Procurei em diversos fóruns e sites a solução, e acabei não encontrando. Apenas constatei que eu não era o único que estava angustiado. Entre os problemas apresentados após a atualização, estão: Telefone não carrega a bateria ao plugar na tomada; Aparelho desliga sozinho; Aplicativos travam, forçando o reinício do sistema operacional; Sobreaquecimento; Telefone não recebe dados conectado ao Wi-Fi; Lentidão extrema; Interface TouchWiz sem fluidez; Consumo excessivo de energia. Meu telefone apresentou quase todos esses sintomas. Isso é meio

O que acontece se um vampiro morder um zumbi? E se um zumbi morder um vampiro?

Já parou pra pensar no que acontece quando um vampiro morde um zumbi? Será que o zumbi vira um vampiro? E quando a situação é a inversa? Será que uma mordida de zumbi transforma o ser de dentes pontudos? Tanto vampiros quanto zumbis são seres que podem ser classificados como "mortos-vivos". Isso significa que, apesar deles conseguirem executar certas ações que usualmente apenas os seres vivos são capazes, eles estão mortos. Na prática, se um vampiro morder um zumbi ou vice-versa não acontece nada.  A razão desse efeito (ou da ausência de efeito) é que os zumbis mordem apenas seres vivos. Por esse motivo, eles não mordem outros zumbis, vampiros e múmias, por exemplo. Por outro lado, os vampiros precisam se alimentar de sangue de seres vivos. E, embora os zumbis tenham sangue circulando em suas veias, eles já estão mortos. Assim sendo, se um vampiro cruzar com um zumbi, certamente eles não se atacarão. E mesmo supondo que seja um vampiro doidão que queira m

Coca com gelo e limão

Uma das coisas mais irritantes do mundo é pedir uma coca-cola em um restaurante e eles trazerem um copo com gelo e limão. Eu não sei quem teve a péssima idéia de fazer essa mistura. Eu sei que coca-cola é muito bom, e o limão estraga. E o gelo só mostra a incapacidade do restaurante de manter a bebida suficientemente gelada. O meu sonho é chegar um dia a um bar e pedir: "Quero uma coca-cola" e eles me entregarem o refrigente sem me perguntar "Com gelo e limão?" ou então "Light, Zero ou comum?". Foto por bachian